Não seja um mendigo virtual

Ultimamente tenho me deparado com uma situação deprimente nessa tal de internet. Conseguiram levar o conceito de mendicância para o virtual com uma perfeição impressionante.

Você com certeza já esbarrou com algum pedinte virtual.

Sabe aquela amiga mala que fica pedindo pra você curtir a foto do filho dela em 28 concursos diferentes, o follower de sub-celebridades no instagram que troca curtidas e comentários, o “brother” que posta um comentário imbecil no Facebook e marca 50% da rede amigos para ver se alguém solidariamente curte tamanha imbecilidade? Então, esses são os mendigos do século XXI.

A lista é grande e se for comentar sobre cada modalidade de esmola virtual vou virar a noite escrevendo porém vamos focar na que mais me irrita, justamente por lidar com o nosso querido mercado.

Os sites (blogs e portais) que exigem sua gratidão pelo excelente conteúdo oferecido.

Você entra no site quando repentinamente “a wild modal appears“.

Wild modal

Você mal entrou no site. Não leu uma palavra do post e já estão te pedindo like.

Como vou compartilhar com minha rede de amigos um artigo, tutorial ou página do Facebook sem ao menos ter lido o título do post?

Existem algumas variações que chegam a exigir que você espere n segundos para poder fechar o modal da vergonha e ver o conteúdo.

Pegaram o deslize? Estão exigindo a gratidão antes de te dar o doce.

Mas funciona?

Sim. Você vai ganhar meia dúzia de likes e uma taxa de rejeição maior que a cotação do dólar.

O usuário entra, tem uma experiência ruim, volta pro google, entra no segundo resultado e consegue ler algo que preste.

O google sabiamente deduz: “O conteúdo do primeiro site devia ser uma merda já que o usuário saiu e já entrou no segundo. Vamos tirar um pouquinho dessa relevância”.

Agora multiplique isso por centenas (milhares em alguns casos) de usuários e veja seu tráfego indo por água abaixo por meia dúzia de likes.

Lembre-se que o usuário do seu site entra nele com um objetivo. Consumir determinada informação.

Qualquer obstáculo que você coloque no site que atrapalhe o usuário de concluir esse objetivo é um erro grave de UX.

Isso vale para qualquer interface. Não irrite seu usuário. Tente tornar a experiência dele com seu serviço a mais fluída e simples possível.

O que fazer para conseguir seus preciosos likes

Passei a semana passada inteira procurando uma forma de resumir a teoria de aquisição de likes e cheguei a seguinte resposta.

Ofereça um bom conteúdo

Você só precisa disso.

Se você oferece um material bem acabado e de boa qualidade para o seu usuário, ele naturalmente vai procurar formas de passar a informação adiante.

Você alguma vez negou os 10% para aquele garçom excepcional? Não né.

A mesma regra vale aqui. Seja um garçom excepcional e ganhe seus 10%.

Na realidade você nem precisa de um botão de like, tweet ou g+ no seu site apesar de ajudar um pouco.

O usuário sabe que basta copiar o link e postar na rede social para que todos vejam que ele gosta de coisas legais.

Alguns até preferem fazer dessa maneira por ter a garantia de que aquilo vai aparecer no feed.

No final do conteúdo oferecido, seja ele qual for, deixe as opções para que seu usuário possa compartilhar. Naturalmente se ele chegou até o fim do seu conteúdo, já tem uma opinião formada sobre a qualidade dele.

Alguns blogs utilizam uma barra lateral que fica fixa o que não é uma técnica ruim desde que não atrapalhe a visualização do conteúdo.

Concluindo

Caso não tenha te convencido até agora de que ser um mendigo virtual não da resultados, faça o teste.

Peça para que alguém busque por determinado assunto para obter uma informação.

Se certifique de que seja um termo em que seu site vai aparecer em posições razoáveis e veja a taxa de conversão do seu modal invasivo.

Além disso observe a reação das pessoas com essa experiência.

Eu aposto 10 likes que vai ser desastroso.

Cale a boca e tome meu like

Não esqueça dos meus 10%.

Comentários